Skip navigation


SingularityUniversityPatrocinada pelo Google e pela NASA, a Singularity University realizará seu primeiro curso fora dos EUA. Mais precisamente, em São Paulo!

Confesso que, ao ouvir a frase “O melhor da humanidade ainda está por vir”, dita por Rodrigo Furlan, analista financeiro e aluno da Singularity University, fui pego de surpresa. Da limitada perspectiva de onde me encontro, acabo deduzindo que a humanidade não caminha para seu melhor. Portanto, ao ouvir uma idéia que contradiz totalmente o que estou vendo, acho melhor parar e prestar atenção.

A Singularity University é um projeto futurístico de universidade, onde, entre os professores, estão astronautas, biotecnólgos, especialistas em nanotecnologia e robótica. O objetivo, muito resumidamente, é buscar soluções inovadoras para problemas sérios, como a mudança climática, a fome e a democratização do conhecimento.

Soluções inovadoras são mesmo mais que necessárias. Ainda enfrentamos problemas básicos para solucionar a demanda por necessidades básicas, tais como habitação, vestuário, alimentação e trabalho, as quais são responsáveis pela imensa maioria de nossos problemas no dia-a-dia.

Há centenas de anos vivemos correndo atrás do rabo. Estamos correndo, cada vez mais,  atrás dos mesmos problemas. E quanto mais fazemos isso mais problemas geramos. É claro. Um amigo me disse uma vez: os problemas não podem ser solucionados pela mesma mentalidade que os gerou.

Democratização do conhecimento, assim como as soluções inovadoras, é urgente! Nossa espécie precisa mudar sua maneira de agir no ecossistema onde vive. Não é mais aceitável que o conhecimento pertença a uma minoria e que a maioria não queira saber de nada, deixando para a minoria entender como as coisas são. A maioria burra, que só se importa com comer, beber e se emocionar, não tem mais espaço no futuro. Todos precisam subir de patamar e partilhar o conhecimento num nível muito semelhante.

Por essas razões resolvi chamar a atenção dos poucos leitores que passam por este blog para o projeto do Google eda NASA, pois ao meu ver, tem objetivos bem condizentes com a necessidade do planeta. A seguir destaco algumas informações e curiosidades mais específicas sobre a Singularity University.

Não há livros. O conteúdo das aulas é criando constantemente. O foco do ensino está totalmente no futuro, olhando e pensando periodicamente em que direção o mundo está indo.

A tecnologia se duplica a cada 18 a 30 meses. Um resultado muito impactante. O potencial ascendente da tecnologia é muito grande. Só que a maioria das pessoas pensam hoje de forma linear, enquanto a tecnologia é exponencial, criando um enorme vácuo. Os alunos são ensinados a pensar sobre isso.

TheSingularityUniversityIsNearSegundo um de seus fundadores, Ray Kurzweil, autor do livro The Singularity is Near,  a singularidade será o momento em que homem e máquina irão praticamente se fundir.

Ainda de acordo com Kurzweil, os saltos exponenciais existem muito antes do surgimento da humanidade. Ele destaca seis épocas onde ocorreram transformações determinantes:

1a Época: Surgimento das primeiras estruturas atômicas, baseadas nas leis da química e da física;

2a Época: Formação do DNA, onde as informações genéticas passaram a ser organizadas e replicadas;

3a Época: Surgimento do cérebro, onde as informações se tornaram mais complexas e o modelo mental passou a moldar o mundo;

4a Época: A quarta época seria a atual, começando com o aparecimento das máquinas, onde a tecnologia acelera a transformação do homem e da natureza;

5a Época: Singularidade. A fusão entre homem e máquina permitirá que a inteligência e a criatividade humana ultrapassem os limites do cérebro;

6a Época: Quando os padrões de energia e matéria serão substituídos por uma espécie de inteligência universal.

A Singularity University considera o Brasil um país importante para seus cursos. E o motivo é curioso e lamentavelmente verdadeiro. A população no Brasil é imensa. Se analisados os problemas que o país enfrenta (desmatamento, água potável, pobreza, saúde pública, educação), trata-se de um microcosmo perfeito dos problemas globais. Resolvendo-os no Brasil, os mesmos podem ser resolvidos em qualquer outro lugar.

Fica aqui a sugestão da reportagem completa no site da Globo News, programa Espaço Aberto Ciência e Tecnologia, onde será possível ao leitor conhecer o projeto de forma mais ampla e precisa.

Em meio a tantos desastres naturais e tantas mortes que poderiam ser evitadas caso nosso país não vivenciasse há anos uma mentalidade política e administrativa burra e inerte, Google e NASA estão com seus olhos anos-luz à nossa frente, talvez criando a possibilidade real da existência de vida inteligente no planeta Terra.

Anúncios

One Comment

  1. DEUSES EXISTEM? AINDA NÃO !
    O MELHOR DA HUMANIDADE, ESTÁ POR VIR !

    As mudanças do mundo acabaram com tantas atividades, com tantos meios de subsistência, com tantas formas de viver. O mundo está sempre mudando rapidamente inclusive durante os mil anos de duração da Idade da Média. Não há muito o que fazer a respeito.

    A globalização é irreversível e o capitalismo, com a sua flexibilidade e capacidade de adaptação, é invencível. Lutar contra a mudança, em vez de compreendê-la, não é teimosia: é obscurantismo. Experimentos agrícolas (biotecnologia) e veterinários, pesquisas com células tronco e com transgênicos (com seus prós e contras), bem como os movimentos naturais da sociedade e da economia fazem com que o mundo mude. Somos fundamentalmente feitos de informações.

    Olhemos para a história. Em 1880, a expectativa de vida era de 37 anos. Em 2020, os cegos voltarão a enxergar por meio de olhos biônicos. Os amputados terão pernas artificiais que reagirão ao comando direto do cérebro. Genes que não nos interessam, como os que levam à obesidade ou a doenças degenerativas, serão silenciados, enquanto que outros serão reprogramados e ativados. Implantes no cérebro, já permitem readquirir a audição. Nanorrobôs não maiores que um glóbulo, invisíveis a olho nu, viajarão no nosso organismo, combatendo as enfermidades e fazendo micro cirurgias internas. A reconstrução total do corpo humano (em 2045), com “nanorrobôs” (chips inteligentes de escala infinitesimal) capazes de substituir neurônios e células, destruindo infecções, revertendo doenças degenerativas e reescrevendo códigos genéticos.
    A revolução prevê o uso crescente de terapias genéticas, de células-tronco, de clonagem (nada a ver com com a primeira clonagem da humanidade: Eva da costela de Adão) e de substituição de tecidos e órgãos. No futuro singular dos humanos, as velhas certezas, como a morte, passam a ser relativas. Enfim, O MELHOR DA HUMANIDADE, ESTÁ POR VIR.

    Os ciclos que nos definem vamos adquirindo em ciclos e até em círculos. O ideal é termos outro ideal no bolso das calças. As pessoas podem não gostar ou discordar das nossa verdades ou princípios, mas se quisermos deveremos ter um monte deles de reserva para ofertar ao prezado público. Dizem os filósofos que o maior dever do homem na Terra é buscar a felicidade. E eu refuto os filósofos. Eu penso que: “Não, pois se vocês mesmos nos ensinaram que a felicidade é efêmera e não existe permanentemente, então não é a busca da felicidade a maior meta do homem na Terra”. A maior meta do homem na Terra, filósofos, permitam-me que eu ouse discordar de vós, é a busca possível, isto é, de ser menos infeliz. Isto é, nós temos na Terra o dever de ser menos infelizes, e não de ser sempre felizes.

    NADA É DEFINITIVO, A NÃO SER A ÉTICA E O HUMANISMO.(ou Humanismo Secular). Existiram dias que imaginava saber todas as respostas. Passa o tempo e tudo é corrigido e modificado. As respostas continuam iguais, mas aparecem novas perguntas e aí tudo se embaralha. O melhor de tudo é encerrar ciclos, fechar janelas, abrir portas e deixar entrar novas verdades que não sabemos na verdade quando mudarão.

    Não é possível continuar acreditando em coisas que acreditávamos na Idade Média (criacionismo). Nem naquilo que era verdade. A graça alcançada é mudar o pensamento sobre as verdades verdadeiras que um dia poderão ser falsas. Ou isso ou aquilo são as escolhas que nos oferecem a cada dia. Tudo é dualista, mesmo porque temos que escolher de que lado ficamos ou, pior ainda, nem sabemos ao certo qual a direção do nosso olhar e onde está a sombra e o vale. No fim de tudo somos um somatório das nossas idearias escolhas. Depois a gente para, olha e vê quem está do nosso lado. Ou estamos sozinhos, às vezes quando vemos quem nos acompanha, mudamos rapidamente de ideias. Não é possível pensar igual a esta anta. E começa tudo de novo.

    A BUSCA DA VERDADE é uma longa jornada dos imbecis até o entendimento. Criatividade, educação, humor, saúde, força, união, amor, compaixão, humanismo e gosto por analogias e metáforas é o que coroa a cultura e dá sentido a vida.

    Depois de algum tempo não temos mais necessidade de saber tudo. O bom é fazer a lista daquilo que não convém saber. A vida pode ser sábia, racional e livre, desde que criativa e fraterna e não submissa a manuais, ao sobrenatural, ideologias, pseudo ciência, dogmas e doutrinas religiosas.

    Só há uma maneira de enfrentar a mudança: pensar e mudar junto. Darwin, já ensinou: “quem não se adapta, se extingue”.

    “CARPE DIEM”

    Saudações,
    Oiced Mocam
    Disponível também no site: Irreligiosos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: